11 jan 2018

Surf, tiro ao alvo, basquete e beach tênis animam o terceiro dia dos Jogos de Verão das Caixas dos Advogados


Equipe de competição do Tiro ao Alvo

Céu claro, sol rachando e mar verdinho ditaram o clima do terceiro dia dos Jogos de Verão das Caixas dos Advogados nesta quinta-feira, 11. Quatro modalidades – basquete, beach tênis, tiro ao alvo e surf – estrearam em três diferentes cidades do Estado: Vitória, Vila Velha e Serra. As competições de vôlei de praia, tênis e futebol foram retomadas e continuam nos próximos dias de torneio.

A Praia do Solemar, em Jacaraípe, foi o cenário do início das atividades com a competição de surf. E que cenário! Quem acompanhou os “drops” nas ondas de quase 1 metro de altura ficou encantado com as belezas naturais do Estado, além do talento dos 14 advogados que entraram no mar. Desses, oito passaram para as quartas de final.

Na semifinal a disputa foi muito acirrada. “Disputei duas baterias e fui eliminado, mas o que importa é participar e fazer esse intercâmbio de cultura, lazer e esporte”, declarou o atleta capixaba Vitor de Freitas.

Apesar de algumas eliminações, o Espírito Santo teve um grande representante até os últimos momentos da competição: o veterano Alexandre de Assis Rosa, que venceu todas as suas baterias e chegou à final para encarar o sergipano Rafael Barreto Marinho de Souza. O resultado foi uma dobradinha de Sergipe, com Rafael Marinho no topo do pódio, e Glaubes Felipe Carneiro com o bronze. O advogado capixaba Alexandre levou o segundo lugar.

Enquanto isso, na mesma manhã, o Clube de Tiro de Vila Velha recebeu atletas do Rio de Janeiro, Distrito Federal, Alagoas, Ceará, Minas Gerais, Tocantins, Sergipe e, é claro, Espírito Santo, para as provas de tiro ao alvo. O Distrito Federal foi o Estado campeão na categoria individual, com o atleta Alex Valadares. Em segundo lugar, ficou o capixaba Ivan Neiva; e em terceiro o cearense Guilherme Rolim. Na categoria de duplas deu distrito federal mais uma vez, com a vitória de Alex Valadares e João Primo.

A competição contou com a participação do presidente da CAAES, Carlos Augusto Alledi de Carvalho, que conquistou, ao lado de Edson Venturatto, a medalha de prata pelo Espírito Santo. Para ele, que organiza o torneio, participar como atleta é gratificante. “É o momento que consigo relaxar e interagir com meus colegas sem a responsabilidade do evento”, diz. “Fiquei muito feliz com o meu resultado”, completa.

.

.

O bronze da categoria ficou com os parceiros – no esporte e na vida – Letícia Heringer e Ivan Neiva. O casal esbanjou talento e amor e foi carinhosamente apelidado pelos colegas de Sr. e Sra. Smith, referência ao filme em que Brad Pitt e Angelina Jolie fazem par romântico como dois atiradores profissionais. Representante feminina da equipe capixaba, Letícia estreou no tiro em grande estilo. “É a primeira vez que atiro. Adorei! Quero treinar com o Ivan durante o ano. A partir de agora será um hobby do casal”, vibra.

Os atletas foram instruídos pelo advogado e especialista em tiro Paulino José Lourenço Júnior. Segundo ele, a modalidade é querida pelos advogados por ser um ótimo remédio contra o estresse. “É um esporte que alivia as tensões, aumenta o poder de concentração, proporciona agilidade e melhora o controle emocional de quem pratica, além de desenvolver habilidades analíticas do atleta, fazendo com que ele seja capaz de tomar decisões de forma mais consciente, mesmo quando sob pressão”, explica.

O torneio, que acontece em parceria entre a Caixa de Assistência dos Advogados do Espírito Santo (CAAES) e a Caixa de Assistência dos Advogados de Minas Gerais (CAA Vanguarda), vai até o próximo sábado, dia 13 de janeiro.