(27) 3232-3600 | 2142-9019

Heróis da saúde: a importância do fisioterapeuta

22 de maio de 2020

A luta contra a COVID-19 tem sido travada por vários profissionais de saúde. Muito se falam nos médicos que, sem dúvidas, desempenham papel fundamental na pandemia, mas os fisioterapeutas também têm feito toda a diferença, tanto nos pacientes que estão doentes, quanto na recuperação da saúde respiratória daqueles que já venceram o Coronavírus.

A inflamação nos pulmões causada pela doença, prejudicando a troca gasosa que existe no ato de respirar – inspira oxigênio e expira gás carbônico. Em alguns casos, é necessário reaprender a respirar, o que faz a fisioterapia respiratória ser essencial, como explica Jéssica Souza Silva, fisioterapeuta especializada em traumatologia. “A fisioterapia no paciente com COVID-19 é importantíssima, pois é quem irá auxiliar esse paciente a minimizar o impacto respiratório que a doença traz, além de evitar complicações respiratórias ainda maiores e reabilitar o pulmão desse paciente para a alta”.

Com a disseminação da COVID-19, a procura pela fisioterapia respiratória tem aumentado, ainda mais para atendimento domiciliar, já que a recomendação do poder público ainda é o isolamento social. “Acredito que esse é um momento em que toda sociedade está podendo enxergar a importância de diversas profissões que antes passavam despercebidas”.

Alto risco de contaminação

Devido à necessidade de estar muito próximo ao paciente para fazer a fisioterapia respiratória, os profissionais ficam muito expostos, o que tem aumentado a quantidade de fisioterapeutas contaminados pela COVID-19. “O risco do profissional fisioterapeuta de se infectar, infelizmente é alto, pois trabalhamos em contato com o paciente, muitas técnicas da fisioterapia são manuais, então o contato é realmente grande. Nesse momento a importância dos EPIs e do treinamento da equipe é enorme para diminuir o máximo o risco de contaminação”, explicou Jéssica.

Conheça melhor as áreas da fisioterapia

A fisioterapia é importantíssima da reabilitação de pacientes que tenham sofrido algum tipo de trauma. Muitas pessoas desconhecem, mas há diferentes tipos de atuação. As mais comuns são: ortopedia (a parte motora), a neurológica e a respiratória (que é o caso da atuação hospitalar, ambulatorial ou intensiva).

Segundo o Hospital Albert Einstein, a fisioterapia neurológica busca habilitar os indivíduos com lesões no sistema nervoso a desempenhar suas atividades da vida diária da melhor forma possível. Ela atua no tratamento de lesões causadas por doenças como Parkinson, Esclerose Múltipla, Hidrocefalia, Derrame Cerebral e Traumatismo Cranioencefálico.

Assessoria de Comunicação – CAAES
Angeli dos Anjos, Micaelly Rupf e Margarett Kuster. 
comunicacao@caaes.com.br | asscom@caaes.com.br
Tel: (27) 2142-9019 | 99697-5958

Categorias

NOTÍCIAS

Descontos especiais para se qualificar na PUC Minas

27 de maio de 2022

Leia mais

Advogados podem obter desconto na Wellness, uma das maiores redes de academias no ES

26 de maio de 2022

Leia mais

Vacinação contra a gripe na CAAES vai até sexta-feira (27)

25 de maio de 2022

Leia mais

Abertas as inscrições para o time de futebol feminino de Vitória

25 de maio de 2022

Leia mais